Em quanto tempo posso aprender japonês?

postTempoAprenderJpn-fb

Quando buscamos uma nova transformação em nossa vida, é normal querer saber quando os resultados vão aparecer. É por isso que você já deve ter se perguntado: “Em quanto tempo vou ser fluente em japonês?”.

Responder esta pergunta é relativamente fácil, desde que um ponto seja esclarecido antes.

O que é “ser fluente em japonês” ou “saber japonês”?

Este é um conceito relativo, pois existem níveis diferentes de “saber japonês”. Na verdade, podemos criar quantos níveis quisermos. Por exemplo, existe uma nomenclatura europeia chamada CEFR (Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas), que divide o domínio de uma língua em 6 níveis.

Mas, para simplificar (e simplificar é um grande princípio das filosofias orientais), gosto de dividir a fluência em apenas dois níveis:

Fluência Básica: Neste nível, você é capaz de pedir e entender informações, ler anúncios, falar com um taxista, fazer compras, conversar sobre coisas cotidianas com outras pessoas, assistir programas de TV e entender bem o contexto do que é exibido, ler mangás que não sejam de assuntos muito complexos. Também é capaz de ler e responder e-mails, eventualmente com ajuda de dicionários etc.

Proficiência em Japonês: Quando uma pessoa possui proficiência em japonês, ela é capaz de conversar sobre praticamente qualquer assunto que esteja dentro de seu campo de domínio. É capaz de, por exemplo, realizar uma apresentação em japonês. É capaz de ler livros, jornais, revistas com pouquíssimo auxílio de dicionários, também é capaz de assistir qualquer coisa na TV, entendendo praticamente tudo o que é falado.

É importante lembrar que mesmo uma pessoa no nível da proficiência pode cometer alguns erros, isso é normal para qualquer pessoa que esteja falando um segundo idioma.

Quanto tempo para atingir cada um?

Estudando de 3 a 4 horas por semana e realizando diariamente atividades de absorção (revisões, escuta e leitura) por entre 30 a 60 minutos, seguindo a risca o método e atividades propostas dentro do Programa Japonês Online, é possível atingir a Fluência Básica em entre 12 a 24 semanas.

Ainda mantendo a disciplina e dedicação, é possível atingir a Proficiência em Japonês em um período que varia de 1 ano e meio a 3 anos.

Vale lembrar que você começa a usar o japonês desde o primeiro dia aprendendo. Você pode (e deve) usufruir do japonês independente do nível em que está, pois é isso que fará com que você aprenda mais e fique ainda melhor. Comece a consumir conteúdo em japonês o quanto antes.

Foco no processo

Certo dia recebi um e-mail e um professor de japonês comentando que a taxa de desistência dos alunos de seu curso é muito alta. Eu já passei por isso tanto como aluno (meus colegas e amigos desistiam) e também como professor (quando comecei dar aulas, poucos iam até o final). A conclusão que cheguei é que isso ocorre porque os professores e alunos colocam muito foco no grande dia em que todos estarão fluentes em japonês. Como esse dia não chega do dia para a noite, os estudantes vão ficando desmotivados.

A solução para isso é focar mais no processo do que no resultado. O processo de aprendizado deve ser divertido e satisfatório. Você pode fazer coisas em japonês desde o primeiro dia, desde a primeira letra aprendida, tudo isso de acordo com aquilo que lhe motiva a aprender.

Por exemplo, se a principal motivação para você aprender japonês é estudar sobre artes marciais, então desde o primeiro dia estudando, você já pode buscar websites sobre artes marciais em japonês e começar a explorá-lo, procurando aquilo que acabou de aprender sendo usado na prática (mesmo que ainda não entenda o restante). Desta forma, você está focado no processo, está se divertindo com o aprendizado e vendo ele ser utilizado na prática.

Fazendo desta forma, você com certeza chegará lá.

E agora?

Agora, deixe o seu comentário me dizendo o que você poderia fazer para aprender japonês mais rápido. Vamos debater um pouco sobre isso :)

Últimos comentários
  1. Erikson 24 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 24 de novembro de 2014
      • Kanes 21 de dezembro de 2014
      • Leh Tanaka 28 de junho de 2015
  2. Jailson Alves 24 de novembro de 2014
  3. hemilly 24 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 24 de novembro de 2014
  4. lucas gabriel 24 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 25 de novembro de 2014
      • lucas gabriel 25 de novembro de 2014
      • Luiz Rafael 25 de novembro de 2014
  5. maike 25 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 25 de novembro de 2014
  6. Marcos Tokuo 26 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 30 de novembro de 2014
  7. jugurta 26 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 26 de novembro de 2014
  8. Jaqueline B.Andrade 28 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 30 de novembro de 2014
  9. DAVID WILSON 30 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 30 de novembro de 2014
  10. Gabriele G. 1 de dezembro de 2014
  11. Thiago 1 de dezembro de 2014
    • Luiz Rafael 1 de dezembro de 2014
  12. luiz 11 de dezembro de 2014
  13. DAVID WILSON 13 de dezembro de 2014
  14. yuri 18 de dezembro de 2014
    • Luiz Rafael 27 de dezembro de 2014
  15. claudio wesley 4 de janeiro de 2015
  16. mah alves 28 de fevereiro de 2015
    • Luiz Rafael 28 de fevereiro de 2015
  17. alexandre 3 de março de 2015
    • Luiz Rafael 3 de março de 2015
  18. eduardo 8 de junho de 2015
    • Luiz Rafael 8 de junho de 2015
  19. Carlos Adriano 26 de julho de 2015
  20. FRANCISCO 27 de julho de 2015
  21. shirley 8 de agosto de 2015
  22. Will 23 de agosto de 2015
  23. Djalma 24 de novembro de 2015
  24. Adelino 15 de dezembro de 2015
    • Luiz Rafael 17 de dezembro de 2015
  25. Pedro Evans 28 de dezembro de 2015
  26. Eliel 1 de fevereiro de 2016
  27. anna 22 de fevereiro de 2016
    • Luiz Rafael 22 de fevereiro de 2016
  28. Lucas 1 de março de 2016
  29. Bruno 24 de março de 2016
  30. leticia 26 de abril de 2016
  31. leticia 26 de abril de 2016
  32. Gabriel 27 de agosto de 2016
  33. Sara Fantuci 6 de janeiro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *