Como aprender japonês assistindo animes

Os famosos animes e mangás são a maior porta de entrada para a cultura japonesa nos dias de hoje. Eu mesmo comecei a me interessar mais pelo Japão por causa deles, e este é o caso da grande maioria dos jovens que desejam aprender e procuram cursos de japonês. Por isso, não podemos ignorá-los!

“Aprender japonês por causa de anime??”

Não, não é isso. Como eu disse, os animes são uma porta de entrada para conhecer muito mais sobre o Japão e sua cultura. Vejo os animes como grandes divulgadores da cultura japonesa, além de muitas pessoas realmente gostarem e tê-los como um dos principais hobbies.

E a boa notícia é que os animes por si só já são uma poderosa fonte de exposição ao idioma japonês, o que é fundamental para aprender qualquer língua!

Como nós aprendemos línguas?

Aprendemos línguas através da exposição. Ou seja: Ouvindo e lendo. Colocando informação para dentro do cérebro através de nossos sentidos. Este processo é chamado de INPUT.

Após um determinado grau de exposição, ficamos familiarizados a ponto de nos sentirmos confortáveis para falar (e escrever), o que é chamado de OUTPUT.

Ou seja, para aprendermos a falar, precisamos primeiro ouvir. Ouvir muito. A fala é sempre consequência da escuta!

Para aprendermos a falar uma língua, precisamos primeiro ouvir.

Partindo deste princípio, os animes em japonês podem ser utilizados como uma fonte de conteúdo, para que você ouça bastante, aprenda novas palavras, aprenda novas frases e depois possa utilizá-las.

Animes: Uma fonte de exposição

Os animes podem ser considerados uma poderosa fonte de exposição ao japonês, por tratarem diversos temas, conter milhares de palavras, diferentes graus de formalidade e expressar diversos sentimentos.

É claro que não chega a ser exatamente a mesma coisa que pessoas reais conversando, mas chega muito perto.

No aprendizado de línguas, existe um conceito chamado filtro afetivo. Quanto maior for o grau de conexão e afeto que você tem com o conteúdo, mais você irá assimilá-lo. Ou seja, se você realmente gosta de animes, poderá aprender muito com eles! Este é um ponto que muitos cursos de japonês não entendem (principalmente os mais tradicionais, de associações japonesas, que possuem até certo preconceito com os jovens brasileiros), e desta forma não fornecem aos alunos conteúdo que eles tenham profundo interesse.

Mas então, como aproveitá-los para aprender japonês?

Eu separei 4 dicas que eu mesmo utilizei paralelamente aos meus outros estudos de japonês.

Uma coisa importante: Estas dicas também valem para dramas (seriados de TV com atores), programas de TV, tokusatsu, filmes ou qualquer outro material em vídeo!

#1 – Assista sem legendas mesmo que não entenda tudo

Esta dica é fundamental, de extrema importância! Muitas pessoas não ficam fluentes em japonês exatamente porque ficam esperando o dia que estarão entendendo tudo, para então começar a assistir coisas em japonês sem legenda.

Na verdade é o contrário, você apenas ficará fluente se começar o quanto antes a fazer coisas em japonês! Afinal, há coisas que você só aprenderá justamente assistindo, nenhum livro didático é completo o suficiente para ensinar tudo.

A legenda nos distrai, pois acabamos lendo em português ao mesmo tempo que estamos ouvindo em japonês. Na maioria das vezes, acabamos prestando atenção muito mais nas legendas. É claro que é possível sim aprender uma ou outra palavra graças as legendas, mas não é possível aprender tudo. Não é eficiente.

Prova disso é que milhões de brasileiros vão ao cinema assistir filmes em inglês legendados, mas quantos sabem inglês?

Lembre-se: Quando você estiver no Japão, não haverá legendas. Você precisa acostumar o seu cérebro a conviver com situações onde tudo está 100% em japonês. Um vídeo sem legenda reproduz esta situação!

Então perca o medo, procure animes sem legenda e comece a assistir. Ignore o que não entende, continue assistindo. Sinta-se como uma criança descobrindo o mundo, preste atenção nas palavras que você consegue reconhecer, use aquele pouco que entender para imaginar o que o resto significa.

Se você não entender nada, tudo bem! Você precisa começar para chegar lá. Então insista! Eu lhe garanto que você ficará impressionado por ter entendido muito mais do que imaginava que entenderia.

#2 – Assista o mesmo episódio diversas vezes

Nesta etapa, a legenda pode lhe ajudar!

Assista um episódio sem legendas, tentando entender com o que você já sabe (e com o que acabará aprendendo enquanto assiste). No dia seguinte, ou mais tarde, assista com a legenda para então entender a história. Algum tempo depois, assista mais uma vez sem legenda, e repita este exercício várias e várias vezes!

Claro que você pode continuar avançando pela série para conhecer a história, mesmo assim, escolha um episódio que você goste para ficar repetindo. Você verá que legal é a sensação de entender cada vez mais.

Dica: Você também pode fazer isto com um filme!

O que faz este método ser eficiente é o fato de o nosso cérebro sempre “fisgar” aquela informação que já temos base suficiente para compreender. Cada vez que você re-assiste, você aprende algo novo, que passa a servir como base para que na próxima vez, uma outra informação possa ser aprendida, e assim sucessivamente.

Você verá que divertido é quando você passa a conseguir repetir frases inteiras de personagens!

#3 – Ouça o áudio enquanto faz outras atividades

Você ouve música enquanto faz exercícios, estuda, limpa a casa, vai para o trabalho ou para seus estudos e diversas outras atividades. Que tal trocar a música pelo áudio do episódio que você está repetindo?

O episódio pode ficar rodando em seu computador/TV como se fosse música, enquanto você presta atenção em outras coisas. Não é necessário prestar atenção, use isto como uma forma de estudo passivo.

Este método ajuda muito a memorizar ainda mais aquilo que você já aprendeu, o que consequentemente o ajuda a aprender coisas novas quando re-assistir o episódio.

Eu recomendo que você faça isto com o mesmo episódio escolhido para a dica #2. Você pode intercalar o episódio com as músicas de sua playlist, assim não ficará tão repetitivo!

#4 – Leia sobre o anime (em japonês)

A principal vantagem de escutar é que aprendemos tanto a pronunciar as palavras quanto a falar sentenças semelhantes. Já a principal vantagem de ler é que é muito mais fácil pesquisar nos dicionários as palavras que desejamos aprender. Então, vamos fazer os dois!

Você pode navegar pelo website oficial do anime que está usando como objeto de estudo e ler a sinopse, o perfil dos personagens e as notícias. Pode também procurar sobre ele em blogs de japoneses e tentar ler.

Desta forma, você aprenderá muitas palavras referentes ao tema deste anime, o que facilitará a compreensão quando estiver assistindo.

Melhor ainda se você tiver a disposição o mangá equivalente, um será totalmente complementar ao outro!

Conclusão

Como você pode ver pelas dicas, repetição é fundamental. Você não aprenderá japonês com os animes se assisti-los da mesma forma que todos assistem: Com legenda e seguindo em frente, preocupado mais com a história do que com o japonês. Prova disso é que centenas de milhares de fãs brasileiros assistem muitos animes, mas pouquíssimos sabem algo de japonês.

Assista sem legenda, trate-o como um objeto de estudos, repita bastante, ouça o áudio e claro, continue estudando japonês!

Você verá que desta forma, estará muito em breve podendo aproveitar e se divertindo com os animes sem legenda!

Deixe seu comentário dizendo o que achou.

Observação: Algumas pessoas tem perguntado nos comentários onde conseguir animes sem legenda. O AulasdeJapones.com.br, como empresa prestadora de serviços de ensino de língua japonesa, por motivos éticos e legais, não pode e nem deseja divulgar ou recomendar downloads ilegais. A nossa recomendação é sempre que você adquira DVDs originais, que em geral possuem a opção de ocultar legendas. Infelizmente não responderemos comentários pedindo links para download.

Últimos comentários
  1. PAULO GUIMARAES 20 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
      • Change Otaku 9 de agosto de 2016
      • Nicolas Kevem 12 de dezembro de 2016
      • Nicolas Kevem 12 de dezembro de 2016
      • Luiz Rafael 14 de dezembro de 2016
  2. Ana Carolina 20 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
      • Amanda 11 de julho de 2015
      • Nanashi 6 de agosto de 2015
      • Mateus 6 de outubro de 2015
      • Mateus 6 de outubro de 2015
      • Shine 1 de agosto de 2016
      • Marcos vinicios 7 de agosto de 2016
      • Vinicius 14 de novembro de 2016
  3. Amanda Venancio Fontenele 20 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
  4. Devaldo 20 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
      • Devaldo 29 de julho de 2014
  5. João Victor Muniz 21 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
  6. claudinei alves 21 de julho de 2014
  7. benedito aparecido de souza 21 de julho de 2014
  8. Mihuki Yamamoto 21 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
  9. Rafael Marques 21 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
  10. Rôm 21 de julho de 2014
    • Isabela Iagallo 21 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
  11. MARIA DA RESURREIÇÃO 21 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
  12. Isabela Iagallo 21 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
  13. Cledirlei 21 de julho de 2014
  14. Bruno Soares 21 de julho de 2014
  15. wellington Wellington Nasario 21 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 23 de julho de 2014
  16. Ana Hokama 21 de julho de 2014
  17. Janaína S Monteiro 22 de julho de 2014
  18. Thiago Diniz Prazeres 22 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 23 de julho de 2014
  19. Naiane Morais 22 de julho de 2014
  20. Fernando 22 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 23 de julho de 2014
  21. Jeiane 22 de julho de 2014
  22. Rodrigo Costa 23 de julho de 2014
  23. Denis 23 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 26 de julho de 2014
      • Josenilson 3 de janeiro de 2016
  24. Jailson 23 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 26 de julho de 2014
  25. Paola bondi 26 de julho de 2014
  26. Lucas Fontes 28 de julho de 2014
  27. Thamirez 28 de julho de 2014
  28. Cristian 1 de agosto de 2014
  29. Angelo 3 de agosto de 2014
  30. Hyago Matheus 11 de agosto de 2014
  31. Jayne 21 de agosto de 2014
  32. john 17 de setembro de 2014
    • Luiz Rafael 25 de setembro de 2014
  33. alan 25 de setembro de 2014
  34. glayson 29 de setembro de 2014
    • Luiz Rafael 10 de outubro de 2014
  35. Mariana 2 de outubro de 2014
  36. Bardo-san 21 de outubro de 2014
  37. jhonatan silva 31 de outubro de 2014
  38. Rafael Paz 1 de novembro de 2014
  39. DAVID WILSON 30 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 30 de novembro de 2014
  40. Davi 5 de dezembro de 2014
    • Luiz Rafael 6 de dezembro de 2014
  41. Thiago 6 de dezembro de 2014
    • Luiz Rafael 8 de dezembro de 2014
  42. hermes 13 de dezembro de 2014
    • gustavo 27 de janeiro de 2016
  43. wesley 19 de dezembro de 2014
  44. Jennifer 16 de janeiro de 2015
    • Luiz Rafael 21 de janeiro de 2015
  45. Nathalia 27 de janeiro de 2015
    • Luiz Rafael 27 de janeiro de 2015
  46. Leila Beatriz 15 de fevereiro de 2015
  47. Miles 4 de março de 2015
  48. victor 12 de março de 2015
  49. wanderson 22 de março de 2015
  50. Érica Pereira 3 de abril de 2015
  51. Alex Cristian da Cruz 11 de abril de 2015
  52. Alex Cristian da Cruz 2 de maio de 2015
  53. 私 は ジョネイ です。 17 de maio de 2015
  54. Diego 30 de maio de 2015
  55. Mateus Santos 19 de junho de 2015
  56. alexandre 21 de junho de 2015
    • Leonardo Freitas 26 de agosto de 2015
  57. Leonardo Freitas 26 de agosto de 2015
  58. Daniel Neves 2 de setembro de 2015
  59. Xavier Silva 10 de setembro de 2015
  60. Wesley Pereira Valões de Castro 18 de setembro de 2015
  61. kilder 7 de outubro de 2015
  62. Junior Santos 7 de novembro de 2015
  63. Shyrriro Lee 12 de novembro de 2015
  64. ルカース 17 de abril de 2016
  65. João Pedro e minha Waifu Hatsune Miku 18 de maio de 2016
  66. Giovanna Santos 28 de julho de 2016
  67. Jocivaldo Andrade 2 de agosto de 2016
  68. wesley 3 de agosto de 2016
  69. Darlan Lumertz 3 de agosto de 2016
  70. João Luis 13 de agosto de 2016
  71. Nana 3 de setembro de 2016
  72. Agricio 27 de setembro de 2016
  73. Valdir Júnior 25 de dezembro de 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *