Introdução a Escrita Japonesa

A escrita japonesa é fascinante e desperta a curiosidade até mesmo daqueles que não são entusiastas do Japão. Você já deve ter reparado, por exemplo, na quantidade de pessoas que buscam escrever símbolos japoneses em tatuagens e adesivos para carro.

Aprender a Escrita Japonesa Online

Para aprender japonês, é fundamental ser capaz de ler em japonês, e isto é mais simples e rápido do que você imagina. Basicamente, aprender dois dos três sistemas de escrita da língua japonesa é a primeira coisa que devemos fazer, inclusive é o que fazemos dentro de nosso curso de japonês online.

O japonês possui três sistemas de escrita:

  • HIRAGANA
  • KATAKANA
  • KANJI

Todos os três são utilizados ao mesmo tempo, cada um em sua situação específica. Para aprender os dois primeiros, o HIRAGANA e o KATAKANA, podemos aprender cada um deles em aproximadamente uma semana cada, seguindo a metodologia adequada. Já o KANJI, é um aprendizado contínuo em que vamos aprendendo conforme nos expomos mais a conteúdos em japonês.

screenshot_00041

  • Em roxo, temos o HIRAGANA
  • Em azul, temos o KANJI
  • Em laranja, temos o KATAKANA

Os japoneses também sabem ler o alfabeto romano, que é muito utilizado em siglas, palavras em inglês etc.

HIRAGANA (ひらがな)

O HIRAGANA é o primeiro alfabeto japonês que você deve aprender caso queira tornar-se fluente em japonês. Sim, exatamente: Você precisa aprender a ler mesmo que deseja falar fluentemente. Isto acontece porque para estar exposto a uma quantidade adequada de conteúdos em japonês, suficientes para deixá-lo fluente, tanto a leitura quanto a habilidade de procurar em dicionários, será necessária.

hiragana

A boa notícia é que você pode aprender o HIRAGANA em uma, no máximo duas semanas. São 46 letras onde cada uma representa um som. Todas as palavras do japonês podem ser escritas em HIRAGANA.

Existem também alguns sinais que modificam alguns dos sons, além de algumas junções entre eles para formar sons compostos, mas nada que dificulte o aprendizado. O HIRAGANA é uma etapa que pode ser superada rapidamente, sendo que, quando estudado de forma apropriada, a maioria dos estudantes de japonês acabam passando por ele em pouco mais de uma semana.

KATAKANA (カタカナ)

O KATAKANA também possui 46 letras, exatamente como o HIRAGANA. A principal diferença está no seu uso. O KATAKANA é utilizado para palavras estrangeiras que hoje fazem parte do Japão, ou para representar palavras estrangeiras adaptado a fonética do japonês, como por exemplo, nome de pessoas (o seu nome brasileiro é escrito com o KATAKANA!)

katakana

Ele também é utilizado para onomatopeias ou em casos em que o autor quer dar destaque a uma palavra.

Assim como o HIRAGANA, você pode aprendê-lo em poucos dias. É normal demorar um pouco mais, uma vez que, ao se expor a conteúdos em japonês, você o encontrará em menor frequência (o que não significa que seja pouco utilizado).

KANJI (漢字)

O KANJI é sem dúvida o que gera mais curiosidade, admiração, entusiasmo e perguntas entre as pessoas interessadas em aprender japonês, ou que ao menos pesquisam um pouco sobre a língua.

São os famosos “desenhos”, que é, inclusive, uma forma de arte praticada por diversos entusiastas, chamada de 書道【しょどう / shodou】.

O conceito mais importante sobre KANJI é que cada símbolo representa um significado, uma ideia. As palavras podem ser formadas por apenas um, dois ou mais símbolos, e esta, então, tem uma forma de ser lida, representada pelo HIRAGANA.

kanji

 

Há muito o que falarmos sobre o KANJI, e reservarei isto para um próximo artigo. O que eu já gostaria de deixar adiantado é que não se assuste. Apesar de não serem poucos, existem formas ultra-modernas de se aprender KANJI em um curto espaço de tempo das quais eu posso compartilhar com você!

Existem diversas ferramentas, que podem ser acessadas pela internet, que lhe ajudam a aprender KANJI e japonês de forma mais eficiente.

Tem dúvidas?

Tem dúvidas sobre a escrita japonesa? Deixe seu comentário! Farei questão de responder na medida do possível.

Continuação deste artigo

 

Últimos comentários
  1. Lucas 2 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 2 de julho de 2014
  2. Josiane Benevitz 16 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 16 de julho de 2014
      • Daniela Oliveira 27 de novembro de 2014
      • Luiz Rafael 30 de novembro de 2014
      • ederson watanabe 23 de março de 2016
      • Augusto 14 de abril de 2017
  3. Ana 21 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 21 de julho de 2014
      • moises guimaraes 16 de abril de 2016
  4. Sidevaldo 21 de julho de 2014
  5. Lisandra 22 de julho de 2014
    • Luiz Rafael 23 de julho de 2014
  6. allan souza 15 de agosto de 2014
    • Luiz Rafael 18 de agosto de 2014
  7. hector 4 de setembro de 2014
  8. jorge 8 de outubro de 2014
    • Luiz Rafael 10 de outubro de 2014
  9. Orlando Jr 30 de outubro de 2014
  10. Samuel O.R. 18 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 21 de novembro de 2014
  11. Samuel O.R. 19 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 19 de novembro de 2014
  12. Inaldo 30 de novembro de 2014
    • Luiz Rafael 30 de novembro de 2014
  13. Tiago 1 de dezembro de 2014
    • Luiz Rafael 2 de dezembro de 2014
  14. victoria toscani 2 de dezembro de 2014
  15. Raseruda Bianka 15 de dezembro de 2014
  16. Margarida 15 de janeiro de 2015
    • Luiz Rafael 21 de janeiro de 2015
  17. Roberta 20 de janeiro de 2015
  18. Jonathan 9 de fevereiro de 2015
  19. Ricardo Allan 22 de fevereiro de 2015
  20. Shin Sekai Jin 25 de fevereiro de 2015
  21. Reginaldo 5 de março de 2015
  22. Nathália 25 de março de 2015
  23. Wallyson 5 de junho de 2015
    • Luiz Rafael 6 de junho de 2015
  24. Gabriel 7 de julho de 2015
  25. Ricardo 31 de julho de 2015
  26. maisa 19 de agosto de 2015
  27. samuel reis 22 de agosto de 2015
    • Luiz Rafael 22 de agosto de 2015
  28. Kathryn 31 de agosto de 2015
  29. Fabricio 7 de setembro de 2015
  30. Galiano 4 de novembro de 2015
  31. Ketlin 4 de novembro de 2015
  32. Lorenza 14 de dezembro de 2015
  33. erica barros soares 13 de janeiro de 2016
  34. JOÃO VICTOR 14 de janeiro de 2016
  35. Patylivsaron2016@gmail.com 15 de janeiro de 2016
  36. Caio Morone 16 de janeiro de 2016
    • Luiz Rafael 16 de janeiro de 2016
  37. joao antonio 15 de abril de 2016
    • Anonymous 16 de junho de 2016
    • melissa 30 de novembro de 2016
  38. Roany 30 de maio de 2016
  39. Camila Pereira Custódio 31 de maio de 2016
  40. Afonso Virgilio Paulo 2 de junho de 2016
  41. LUI 6 de julho de 2016
  42. Slavko Regali 29 de julho de 2016
  43. Thaissa 5 de agosto de 2016
  44. Hachi 31 de agosto de 2016
  45. cassiano ricardo soares da silva 1 de setembro de 2016
  46. Vinícius Ramalho 1 de setembro de 2016
  47. *Yasmim 10 de setembro de 2016
  48. mateus 28 de setembro de 2016
    • Luiz Rafael 4 de outubro de 2016
  49. Felipe 29 de setembro de 2016
  50. +- otaku 17 de outubro de 2016
    • Luiz Rafael 17 de outubro de 2016
  51. Carolina 17 de outubro de 2016
  52. isis 8 de novembro de 2016
  53. Alice 15 de novembro de 2016
  54. Isaac 17 de novembro de 2016
  55. alissya 7 de dezembro de 2016
  56. agatha raquel 29 de dezembro de 2016
  57. Vitor Cesar 3 de janeiro de 2017
  58. Melissa 5 de fevereiro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *