Como Viajar ao Japão #1 – Planejamento e passagem aérea

Você deseja ir ao Japão?

Muitos brasileiros são fãs da cultura japonesa e almejam um dia conhecer o Japão, mas como organizar uma viagem destas, para um país geograficamente tão longe?

09-10-fb

Minha primeira viagem ao Japão foi totalmente a turismo e nesta sequência de artigos, vou compartilhar dicas e experiências para que você realize este projeto. Se você segui-las, sua viagem tem tudo para dar certo e com certeza será uma experiência incrível.

Este é apenas o primeiro artigo de uma série sobre este tema, portanto fique tranquilo que vários pontos serão tratados nos artigos subsequentes.

Primeiramente, a execução da viagem deve ser realizada em 3 passos fundamentais:

  1. Compra da passagem aérea
  2. Providenciar um local para hospedagem
  3. Tirar o visto

O visto é a permissão que você precisa para entrar no Japão, uma espécie de selo que é colado em seu passaporte em um consulado do Japão. A propósito, se esta for a sua primeira viagem ao exterior e você ainda não possui um passaporte, tire-o o quanto antes, pois nunca se sabe quando uma oportunidade de viajar pode surgir (talvez você ganhe uma promoção), e seria uma pena perdê-la por não ter ainda um passaporte.

  • Passaporte: Seu documento de viagens, emitido pela Polícia Federal do Brasil. É uma espécie de carteira de identidade com validade no exterior.
  • Visto: Um selo colado no passaporte demonstrando que você foi autorizado a entrar em outro país, no caso, o Japão

A realização da viagem deve ser feita nesta ordem pois, para que o consulado ou embaixada do Japão lhe conceda o visto, é necessário que você já possua as passagens de ida e volta, com datas definidas, e também o local exato onde irá se hospedar.

Em segundo lugar, o planejamento se divide em duas categorias:

  1. Planejamento em relação ao dinheiro
  2. Planejamento em relação ao tempo

Todos os itens citados à cima serão explicados detalhadamente nesta série.

Lembre-se que planejamento é a chave para tudo. Minha primeira viagem ao Japão foi realizada em dezembro de 2010, sendo que eu comecei a planejá-la no ano de 2007. Comecei a planejar no início de 2007 para viajar no final de 2008, mas devido a imprevistos, ela acabou saindo em 2010, mas foi graças a este planejamento antecipado que ela acabou inevitavelmente acontecendo.

Planejamento financeiro

A quantidade de dinheiro necessário para a sua viagem será determinado por três grandes fatores:

  1. O preço da passagem
  2. O preço da hospedagem
  3. Os gastos com passeio e alimentação

Lembre-se que você não precisa ter este dinheiro agora, mas você deve calcular quanto precisa para começar a poupar (é por isso que esta etapa se chama planejamento).

Pesquise os preços desde já, independente de quando pretende viajar. Tenha em mente desde já a quantia que deverá juntar, isso te ajuda a economizar ou a encontrar formas de ganhar mais.

Conhecendo este número, você poderá calcular quanto deve economizar por mês ou como encontrar formas de ganhar um pouco mais, fazendo algumas horas-extras ou buscando outras atividades complementares.

Uma coisa importante é que todos estes preços tendem a variar de acordo com o preço das moedas (real, iene e dólar) e também de acordo com a época do ano. Por isso, faça o planejamento colocando uma margem de segurança de 30 a 50% além da quantia calculada. Monte uma planilha no Excel ou vá escrevendo em um papel mesmo os custos de cada etapa, para depois você calcular a soma final.

"Planejamento financeiro é a chave para a prosperidade"

“Planejamento financeiro é a chave para a prosperidade”

Voltando a minha experiência pessoal, comecei a poupar para minha viagem em 2007, quando eu ganhava R$730,00 por mês em meu emprego na época (eu trabalhava durante o dia e fazia faculdade durante a noite). Enquanto meus amigos compravam o recém lançado Playstation 3, eu continuava poupando para minha viagem.

Ainda durante esta série de artigos, falaremos sobre os custos de hospedagem e custos para passear pelo Japão

Planejamento de tempo

Uma viagem ao Japão dura de 24 a 30 horas dentro do avião, soma-se a isso os tempos de espera em aeroportos. Por ser uma viagem relativamente longa, costuma não valer a pena ir para passar pouquíssimos dias ou apenas um final de semana. Para fazer um passeio legal, é interessante você reservar no mínimo duas semanas, idealmente três.

E para que isso seja possível, você precisa liberar tempo em sua agenda. Caso você seja um estudante, deverá se planejar para viajar em período de férias escolares. Se você trabalha, deverá escolher uma época em que seja possível tirar suas férias.

Defina com antecedência qual época do ano você pretende ir. A minha primeira viagem foi de quatro semanas, do final de dezembro até o final de janeiro. Sendo estudante e também dando aulas de japonês em uma escolha de idiomas, na época, eu precisava ir em época de férias escolares.

Dezembro e janeiro são meses de inverno no Japão, mas não se preocupe com isso, as construções são adequadas a mudança de clima e blusas lhe permitem passear durante o dia. O verão, no meio do ano, é bem quente e a melhor época de todas é na primavera, por volta do final de março e o mês de abril. Mas escolha de acordo com a sua disponibilidade, não deixe de ir para o Japão apenas por não estar disponível na estação do ano que você gostaria de ir (fica para outra oportunidade, você tem a vida toda para ir ao Japão dezenas de vezes :P).

Primavera no Japão

Primavera no Japão

Pesquisando preços de passagem

O preço das passagens varia de acordo com a época do ano, com o preço das moedas envolvidas e também com a lotação do voo. Um bom ponto de partida é o site www.decolar.com, que coleta o preço das passagens pelas mais diversas companhias.

As épocas mais caras são julho e janeiro. As épocas mais baratas são abril, maio, setembro e outubro, épocas de baixa temporada para turistas.

Não existem voos diretos para o Japão, você sempre terá que pousar em outro país no meio do caminho, e então continuar a viagem (isto se chama “fazer escala”). As passagens são vendidas já para o destino final, mas você deve ter em mente que se a escala for feita em países como Canadá ou Estados Unidos, você precisará também tirar um visto para estes países, o que acarretará em mais um custo. Por isso, mesmo que as companhias destes países apresentem bilhetes mais baratos, veja se continua valendo a pena após incluir o preço para tirar o visto.

As companhias mais comuns que os brasileiros utilizam para ir ao Japão são:

  • Etihad Airways (escala em Abu Dhabi – Não precisa de visto de trânsito)
  • Emirates (escala em Dubai – Não precisa de visto de trânsito)
  • United Airlines (escala nos Estados Unidos – Precisa de visto para trânsito)
  • All Nippon Airways (escala nos Estados Unidos – Precisa de visto para trânsito)
  • Air Canada (escala no Canadá – Precisa de visto para trânsito)
  • Air France (escala na França – Não precisa de visto de trânsito)
  • Turkish Airlines (escala na Turquia)
  • Qatar Airways (escala no Qatar – Não precisa de visto de trânsito)

Abaixo, vamos simular uma pesquisa no site Decolar.com, buscando por passagens no mês de abril de 2016.

viagem-ao-japao-1

A pesquisa acima foi feita com ida no dia 7 de março de 2016, e volta no dia 21 de março de 2016. O preço mais barato encontrado foi pela United Airlines, de R$3.274,00 (este preço já é para ida e volta).

Tome este preço apenas como base para você realizar outras pesquisas e também incluir em seu planejamento. O importante é que agora você tem um número e sabe que esta é a média que terá que reservar para a passagem aérea.

Um outro site em que você pode realizar estas pesquisas é o http://www.tripadvisor.com.br/. Se você é iniciante no mundo das viagens internacionais, tire um tempo para brincar de pesquisar passagens para datas diferentes, locais diferentes e até mesmo classes de assento diferentes, pois assim você começará a ficar familiarizado com como funcionam os preços das passagens.

A compra da passagem

Em 99% das vezes, valerá mais a pena comprar a passagem direto do website da companhia aérea, e não por sites de terceiros como os mostrados anteriormente. A forma mais comum de pagamento é o cartão de crédito e apenas por ele será possível parcelar.

Se o limite integral do seu cartão não é suficiente para a compra de uma passagem aérea, experimente ligar para o seu banco solicitando um limite emergencial. Outra alternativa é a utilização de um cartão de crédito pré-pago, como o Conta Super, mas neste caso não será possível parcelar.

É muito raro uma companhia aérea vender passagens pela internet com pagamento por boleto ou transferência bancária. Estas formas de pagamento são possíveis apenas se você comprar a passagem por intermédio de uma agência de viagens. Neste caso, a tendência é que o preço fique maior, devido a taxa do serviço da agência.

Se você já tem definido a data de sua viagem, já há passagens aéreas disponíveis para ela e você já está em condições financeiras para sua viagem, já pode realizar a compra da passagem!

No próximo artigo

No próximo artigo desta série, falaremos sobre a busca por locais para se hospedar e também sobre gastos dentro do Japão!

Clique aqui para conferir a segunda parte!

Últimos comentários
  1. Thiago 16 de outubro de 2015
    • Olga 17 de novembro de 2015
  2. Douglas 16 de outubro de 2015
  3. Jaiani 16 de outubro de 2015
  4. Marcos Vinicius 19 de outubro de 2015
    • Gregg 20 de julho de 2016
  5. Ana Paula 23 de outubro de 2015
    • george 13 de janeiro de 2016
  6. www.viajandoomundo.net 17 de fevereiro de 2016
  7. aparecida sumie hanaoka francisco 15 de março de 2016
  8. abdias 5 de abril de 2016
  9. Mario Fonseca 12 de abril de 2016
  10. Lucas Monteiro 9 de maio de 2016
    • Vinicius 31 de outubro de 2016
  11. Luciola 25 de setembro de 2016
  12. Laurindo 25 de setembro de 2016
  13. Adrian 25 de setembro de 2016
  14. Oscar 25 de outubro de 2016
  15. Vinicius 31 de outubro de 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *